Como Começar a Vender Roupas com Pouco Dinheiro

Já imaginou vender roupas e com pouco dinheiro? Tem ideia de quanto custa montar uma loja de roupas

Essa frase não é uma estratégia de marketing para chamar a sua atenção. 

É possível entrar nesse mercado com um pequeno investimento e ainda ter um ótimo retorno financeiro.

Dúvida? 

Vamos abordar diversas dicas para que você aprenda como ter sucesso no mercado da moda. 

Continue lendo este artigo e seja um empreendedor agora mesmo. 

Crie o seu público – alvo 

O primeiro passo é definir o seu público – alvo. Ele é uma parte da sociedade para quem o seu negócio direciona todas as ações de marketing. Cada membro desse grupo tem o mesmo grau de escolaridade, objetivos, estilo de vida e interesses. 

Imagine que você teve interesse em revender roupas infantis. Nesse exemplo, o seu público – alvo são homens e mulheres que têm filhos

Essa definição é muito importante porque você pode segmentar suas ações em um nicho específico de produtos, reduzindo o investimento em estoque desnecessário e ações que não trarão retorno financeiro. 

No mercado do vestuário, pode-se encontrar vários nichos para atuar,  entre os quais: roupas femininas, roupas masculinas, roupa infantil, roupa íntima, roupa fitness, roupa plus size, roupa evangélica, roupa de cama e jeans. 

A partir daí, você deve escolher qual o segmento que tem intimidade. Isso é muito importante porque terá mais habilidade para vender as roupas, uma vez que conhece cada detalhe do mercado. 

Faça uma boa pesquisa de mercado

Agora é hora de  fazer uma boa pesquisa de mercado. Ela ajuda a entender como está o cenário do nicho que você acabou de escolher para atuar. Neste momento, é possível perceber diversos fatores. 

Dentre os mais comuns, estão a estratégia de vendas, fornecedores, preço do produto, pontos positivos e negativos, formas de pagamento, lucratividade e ações de marketing. 

O ideal é analisar com cuidado os pontos fracos da concorrência. Dessa forma, conseguirá oferecer um atendimento ainda mais completo para o seu público – alvo. 

Escolha o seu fornecedor 

Você também precisa escolher onde comprará as roupas para o seu negócio. 

As peças devem ser de qualidades, independente se elas são direto de fábrica,  marcas importadas ou de catálogo. 

Uma dica legal é comprar no atacado. Nesse tipo de negócio, você compra uma quantidade mínima e as peças saem em um valor menor. 

Existem diversos tipos de fornecedores. O físico é o mais comum. É necessário ir até o local para fazer as compras. O seu estabelecimento pode ser um shopping, uma feira ou fábrica. 

O fornecedor online também é uma ótima alternativa para os empreendedores. Você pode encontrá-los em aplicativos ou e-commerces. Aqui, você terá o custo do frete, mas receberá a encomenda no conforto da sua casa. 

No caso dos fornecedores online, observe o período de entrega das roupas. Se o seu estoque estiver quase vazio, um atraso poderá prejudicar a sua venda. 

Vale verificar também a reputação do fornecedor na internet. Use as redes sociais e sites como o Reclame Aqui para conferir se eles entregam dentro do prazo. 

A última opção é o representante. Ele vai até a sua casa e apresenta as últimas tendências da moda. É importante ter atenção com o valor das peças, pois elas têm um valor agregado. 

Escolha as formas de pagamento 

Um empreendedor de sucesso é aquele que oferece diversas opções de pagamento para o cliente. Além do dinheiro, tenha uma máquina de cartão de crédito. No mercado é possível encontrar modelos com preços bastante acessíveis. 

Defina o seu local de venda 

Este é um dos momentos mais aguardados pelos empreendedores. Vamos escolher o local de venda do seu negócio. O lado positivo é que o mercado de roupa traz diversas possibilidades. 

Bazar personalizado 

Uma forma interessante de iniciar neste segmento é montando um bazar personalizado. Aqui, não é necessário grandes investimentos. A garagem da sua casa pode ser o seu ponto de venda. 

O seu estoque pode ser aquelas roupas que não usa mais e estão em ótimo estado. 

Vale também pedir as peças dos amigos e parentes. Eles podem querer revender, mas o valor será abaixo do mercado. 

No entanto, grande parte dos estabelecimentos não tem cuidado com a organização. O consumidor fica diversos minutos na loja escolhendo a roupa que se encaixa no perfil. 

A situação ainda piora quando ele perde a paciência e vai embora do local. 

Diante desse cenário, você tem uma ótima oportunidade de criar um diferencial competitivo para o seu negócio. Ao mostrar organização, o cliente terá mais interesse de entrar em seu estabelecimento. 

Observe como as lojas físicas separam as suas vitrines e tente fazer algo semelhante. 

Além disso, cuide do atendimento ao cliente. Não deixe ele sozinho na loja. Mostre paciência e atenção e sempre ofereça ajuda para que ele escolha a melhor peça.

Loja de roupa em casa  

Um bom estoque e um espaço pequeno em sua residência já são o suficiente para iniciar um novo negócio. Porém, o cômodo deve ser direcionado para a rua, pois chama mais atenção dos clientes. 

O interessante é que você não precisa de um espaço amplo para vender as suas roupas. Em alguns lugares é possível encontrar lojas com 12 m². 

Para completar o seu negócio, você deve ter um carinho especial com a decoração da loja. Além disso, recomendamos comprar araras, cabides e prateleiras. 

Loja online 

A internet é outra alternativa interessante de vender roupas com pouco dinheiro. Sem dúvidas, essa é uma das opções mais baratas para iniciar o negócio. Ela gera também resultados mais rápidos em comparação com as outras alternativas disponíveis no mercado. 

Nesse caso você só precisa ter roupas disponíveis em casa para anunciar no mundo online. Existem diversos canais de comunicação para compartilhar o seu estoque. 

  • Redes sociais; 
  • Grupos de vendas regionais; 
  • Grupos no facebook; 
  • E-commerce; 
  • Youtube
  • Blogs. 

Se as pessoas gostarem das suas roupas, você pode ir até a casa delas para que elas conheçam mais sobre o seu produto. Caso elas moram longe, dê a opção de troca. Assim, ela ficará mais segura de comprar as suas peças de roupa. 

Sacoleira 

A última opção da nossa lista é um tipo de negócio com baixo investimento, uma vez que não é necessário ter um estoque grande para entrar no mercado. 

Outra vantagem é que você não terá despesas com custos fixos como aluguel, água e luz. 

Nesse modelo de negócio, a sacoleira tem mais intimidade com o cliente, pois é necessário ir até a sua casa ou o seu serviço para apresentar os produtos. 

O lado negativo é que você não tem um horário fixo de trabalho, pois dependerá da disponibilidade do consumidor. 

A sacoleira pode expandir o seu negócio com o apoio das redes sociais e whatsapp. 

A dúvida da maioria das pessoas é descobrir qual tipo de negócio é mais lucrativo. 

Você pode ter sucesso em todos os empreendimentos. 

No entanto é necessário ser organizada, trabalhar com peças de ótima qualidade e que foquem no seu público – alvo. 

Existem empreendedores que conseguem faturar mais do que um salário mínimo. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *